segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Não quer comer!!!

Ontem, realmente saí do sério na hora do almoço.
E a mesma cena se repetiu hoje.
E agora?


Fomos almoçar em um restaurante super legal, montei um pratinho para a Pinguinho com arroz, salmão (que ela já comeu e gostou) e creme de milho. Ela recusou tudo!
Mudei para nhoque (que ela também já comeu e gostou). Nem pensar, nem abriu a boca para experimentar.
Troquei novamente para arroz puro, (já no desespero). Nada... o que mais me irritava é que ela punha na boca e cuspia...(AHHHHHHH)
Depois de todo este estresse, resolvi deixar pra lá ("não quer comer, não come") e tentar almoçar.
Claro, que foi tudo em vão e meu estresse aumentou cada vez mais, pois o cadeirão incomodava, queria correr pelo restaurante, fazia birra, chorava.... Meu Deus!


Nunca tínhamos passado por isto e ela é acostumada a freqüentar restaurantes, sempre fica quietinha, se distrai com alguma coisa e, principalmente, come... 
No final das contas comeu dois pedaços de melância.



********************


Hoje, feijão fresquinho, salada de batata e cenoura, arroz e carne. Tudo pensando: "vou caprichar para ela comer bem".
E mais uma vez, tudo em vão. Não queria comer.
Juro, por um segundo, minha vontade era fazê-la comer de qualquer jeito.
Resolvi desencanar, mas o "desencanar" de mãe, faz como que você tenha alguns segundos para respirar e se acalmar, entretanto não tira aquilo da cabeça:  "Ela não comeu nada." "O que eu faço?" "Devo dar alguma coisa que sei que ela vai comer, mesmo que não seja o correto, pois é horário do almoço?"
Quase 13h30, resolvi tentar de novo.
Só o arroz e feijão. Brincando de "alimentar" também o Leão de pelúcia, consegui fazê-la comer alguma coisa.
No fim da história, terminou com o pratinho de comida, (pratinho mesmo, pequeno), comeu uma carambola e tomou suco de maracujá.

Nossa, que dificuldade!!!
Será que vai ser assim daqui para a frente?
Pode ser mais uma fase?
O que posso fazer para melhorar????

Achei algumas informações na internet, mas após ler e relembrar todo o esforço, acho que como em muitos casos: A Teoria é bemmmmm diferente da Realidade!


  • Nunca ofereça muita comida à criança - ela tem o estômago pequeno;
  • Varie os alimentos. A mesma comida, todos os dias, não desperta o interesse. Incremente o prato com algum alimento de cor diferente daquele que você ofereceu anteriormente, por exemplo;
  • Evite que a criança fique "beliscando" entre uma refeição e outra;
  • Mantenha verduras e legumes em todas as refeições. Mesmo que a criança não aceite, não a obrigue a comer, assim ela ficará com raiva do ingrediente. Deixe lá, a constante presença desses alimentos despertará a curiosidade da criança;
  • Em contrapartida, não ofereça sopas batidas no liquidificador para que a criança ingira verduras e legumes. Essa tática dificulta o estímulo do paladar, por não permitir que a criança reconheça os diferentes sabores;
  • Respeite os gostos de seu filho, pode ser que ele realmente não goste de determinada comida e, mesmo nos primeiros anos de vida, a criança já tem preferências e aversões alimentares. Às vezes, por não gostar de um ou de outro ingrediente, ela rejeita toda a refeição;
  • O ambiente onde as refeições são realizadas deve ser tranqüilo. Desligue a TV, abaixe o volume do rádio e evite discussões;
  • A criança com mais de um ano e que ainda toma muitas mamadeiras ao dia pode ter dificuldades em aceitar os alimentos sólidos, neste caso é melhor diminuir as mamadas;
  • A criança não gostou da comida. Por zelo, muitas mães preparam a refeição dos filhos separadamente, usando poucos temperos. O problema é que às vezes a comida fica sem gosto algum. Experimente os alimentos antes de oferecê-lo aos menores;
  • Não dê sucos e refrigerantes durante a refeição, porque a capacidade gástrica da criança ainda é limitada. Se ela tomar um desses líquidos pode não ter espaço para a comida;
  • Não force seu filho a comer. Se ele ficar com fome, vai alimentar-se na próxima refeição;
  • Não ofereça comida fora de hora. A criança que passa o dia inteiro comendo dispensa as refeições principais pelo simples fato de não estar com fome;
  • Deixe a criança comer com as mãos. Ela se diverte manipulando a comida e vê nesse momento uma ocasião prazerosa, agradável;
  • Nunca prometa uma recompensa, como por exemplo, "coma o arroz que eu lhe dou um sorvete". Assim você fará com que seu filho tenha desprezo pela comida;
  • Não faça a brincadeira do aviãozinho. A hora é de comer, não de mimar a criança;
  • Não adianta pedir para seu filho comer cenoura se você está comendo um sanduíche, ele naturalmente irá querer comer o lanche, pois se você despreza a cenoura, é porque o outro alimento deve ser mais gostoso; 
  • Por fim, seja firme com a criança, sem ser rígida, afinal o momento de se alimentar deve ser prazeroso e não angustiante.
http://www.alobebe.com.br/site/revista/reportagem.asp?Texto=421


6 comentários:

  1. Olá minha linda, vi vc no meu blog e já vim aqui te linkar. Quanto a essa seletividade alimentar tenho algumas dicas no meu blog. Mas não dá pra saber mesmo, a gente (nutricionista) não fazemos milagre, só orientamos mesmo. Tem que investigar as causas do pq não comer direito. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Puxa, que pena, mas tenha mais paciência, logo essa fase passa, é complicado mesmo, a gente perde a calma ainda mais em locais públicos, mas temos que estar preparadas pra isso né? Beijos pra vc e pra Fê....

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Vim conhecer seu cantinho também...Gostei de tudo por aqui e resolvi ficar!

    Até mais, Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Vim retribuir a visitinha! Adorei vc ter passado lá no blog ;)

    Sou sua mais nova seguidora, viu?! Voltarei com mais tempo pra ler tudo direitinho e comentar tb :) Pode apostar ;)

    Beijocas
    Ju

    ResponderExcluir
  5. Oi, vim retribuir a visita e já te linkei, tá?
    Olha, aqui eu consegui melhorar a alimentação da Clara deixando ela com fome. Sim, isso mesmo! Não, não é que eu não dê comida, deixe eu explicar... Pra mim funcionou espaçar bem entre lanche do meio da manhã ou da tarde e almoço e janta. Nada no meio tempo. Aí, com fome, devora tudo! rs. Claro que a seletividade é natural e ela não gosta de tudo... Porém, enquanto é possível, eu "mascaro" alguns legumes no meio de outros alimentos... Não, ela não é boba, mas às vezes dá certo... rs.
    Mas em restaurante nossa briga é outra. A Clara se recusa a sentar para comer. Quer só correr, correr e explorar tudo! dá duas colheradas e esquece da vida! Aff! Dá uma canseira...
    Beijos!
    Mi e Clarinha

    ResponderExcluir
  6. Oi,
    Gostei muito da sua visitinha lá no blog e já te linkei.
    Eu tbem passo por isso com a Luiza, nossa é horrível né, eu digo pra todo mundo que depois de filho doente filho que não come é a pior coisa q pode acontecer né?
    Aff eu fico irritadíssima.

    beijus pra vcs

    ResponderExcluir

Adoro comentarios!
Fique a vontade!
Beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...