quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Natação para bebês




Fiquei impressionada como a Pinguinho gostou da piscina.

Era uma loucura, todo hora ela falava:
Pixina, mem, mamãe. Pixina (Piscina, vem, mamãe. Piscina.)


Como era coberta e aquecida, nem me preocupei, e ela amou.

No começo, ficava meio apreensiva com relação a molhar o rosto, no dia seguinte, (depois de engolir um pouco de água), ficou mais esperta para fechar a boquinha, no terceiro dia, já se jogava para trás para molhar o cabelo, mergulhava até cobrir a boca (e não engolia mais água). Abusava...kkk

Queria ver, pela simples curiosidade, como eles ensinam os bebês a mergulhar???

Além do mais, a beeia, (bóia - baleia), foi uma companheira inseparável para brincar na água.


Será que é uma boa a natação agora? Com quase dois anos? Ou ainda é muito cedo?
Quero muito coloca-lá, mas tenho medo de acabar forçando e traumatizar, sei lá...




Natação para Bebês

A criança principalmente em seus primeiros anos de vida, passa por um processo intenso de desenvolvimento e maturação. Até os 05 anos de idade, ela tem a capacidade de ter 90% do seu cérebro preparado para o futuro.

E o que isso tem a ver com a natação para bebês?


Na verdade, todos esses desenvolvimentos podem ser auxiliados e estimulados com a natação.
O bebê já é adaptado ao meio líquido desde a gestação, são capazes de executar diversos movimentos natatórios, demostrando uma série de reflexos, comuns na primeira infância. Tudo através de estímulos estereoceptivos, ou seja, atividades que busquem facilitar o desenvolvimento dos órgãos sensoriais das crianças, como o tato, a audição, o olfato, e a visão. O ideal é que a musicalidade também faça parte das aulas, pois estimulam a memória e aumenta o vocabulário significativamente.


E são inúmeros benefícios que a natação proporciona aos bebês. Além de melhorar a coordenação motora, proporciona noções de espaço e tempo, prepara a criança psicologicamente e neurologicamente para o auto-salvamento, estimula o apetite, aumenta a resistência cardio respiratória e muscular, tranqüiliza o sono e também previne várias doenças respiratórias.

Um dos momentos mais importantes na natação é o exercício constante que se faz com os pais. É a inteligência emocional que através de atividades específicas, faz uma aproximação entre todos os bebês, seus familiares e o professor. Esse contato é de extrema importância para o desenvolvimento afetivo, já que sabe-se que o controle emocional é basicamente formando aos 02 anos de idade.

A natação para bebês faz parte fundamental de estudos da psicomotricidade e através do seu conceito que faz-se todo o planejamento.

Normalmente as aulas de natação são ministradas junto com os pais na piscina até os 03 anos de idade, para que as crianças tenham condições de aprender com segurança, transformando o medo do desconhecido em um ambiente alegre e prazeroso.



Flávia Gazolli Ferreira
Professora de Natação para Bebês

Fonte: guiadobebe.uol.com.br




3 comentários:

  1. Eu acho que é uma boa, sim, desenvolve muito. Se eu pudesse colocava a Clara, mas agora está complicado ($). Mas tem várias mães que contam das aulas dos filhos na piscina desde bebês e é um sucesso!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Criança AMA água(pelo menos a maioria delas). Meu filho(2 anos e 6 meses) não pode ver uma piscina e fica doidinho para entrar... Muito fofo!

    Beijinhos e até mais...

    ResponderExcluir
  3. Mas que fofura!!!!
    Que bom que ela adorou a água e a bóia tb!!! (O Lucas não gosta de bóias, vai entender...)

    Tb queria colocá-lo na natação. Mas aqui onde eu moro, pra variar, não tem. Então, teríamos que viajar... fui deixando, deixando. E lá na academia onde tem, é só a partir dos 4 anos. O negócio é esperar pra ver.

    Mas se vc tem como, acho que poderia fazer uma experiência... é muito bom pra crianças mesmo!

    ResponderExcluir

Adoro comentarios!
Fique a vontade!
Beijinhos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...